8.30.2006

Sugestões

Parar o movimento - Curiosas imagens e filmes de situações que escapam ao nosso olhar devido à velocidade com que ocorrem. Por exemplo, na tacada de golfe são utilizados 10 000 frames por segundo. (Site)

Auroras Boreais - O céu iluminado (Site)

Enigma 14


Su doku

Googol

Google é um trocadilho com a palavra 'googol', que foi inventada por Milton Sirotta, sobrinho do matemático americano Edward Kasner, para designar o número representado por 1 seguido de 100 zeros. Kasner pediu ao sobrinho, então com nove anos, que inventasse um nome para um nome para dar a um nome muito grande.

E só para chatear, 1 googol está tão longe do infinito como 1.

1 googol = 1.0 × 10100 - isto é muita coisa!!! Já imaginaram ter esta quantidade de grãos de areia? Não existem nem de perto tantos grãos de areia na Terra!! Aliás nem existem tantas partículas no Universo!!!!

Não nos vamos esquecer que:
1.0 x 10100 = 10,000,000,000,000,000,000,000,000,000,
000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,
000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000,000

O uso do termo Google reflecte a missão da empresa de organizar o enorme montante de informações disponíveis na web e no mundo, de forma a optimizar a pesquisa de informação.

Pela minha parte, obrigado, Sergey Brin e Larry Page.

P.S. Para os curiosos leitores deste blog, um googol é aproximadamente igual ao factorial de 70.

Mais uma ilusão de óptica



Será que as linhas são paralelas?

Evolução tecnológica


Se os 60 minutos do relógio representarem os 3000 anos da Humanidade desde esta teve acesso à escrita como meio de comunicação, então cada minuto representará 50 anos.

Nesta escala:

A imprensa, na cultura ocidental, apareceu nos últimos 9 minutos.

O telégrafo, a fotografia e a locomotiva apareceram há 3 minutos.

Nos últimos 2 minutos, apareceram o telefone, a imprensa rotativa, o cinema mudo, o automóvel, o avião, a rádio.

Há apenas 1 minuto surgiu o cinema sonoro.

Desde este minuto apareceu a televisão, o vídeo, o computador, o laser, o telemóvel, fomos à Lua, …

Nos últimos 100 anos causámos mais mal ao planeta que nos últimos 2900 anos.

Enigma 13

Quais os três próximos termos da seguinte sucessão de números:

2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, ....

E já agora 151, faz parte desta sucessão de números?

Ilusão de óptica


As linhas horizontais parecem que se deformam, quando os rectângulos se movem. No entanto as linhas horizontais continuam a ser rectas!

Ambiente - Modelo Hammarby


Clicar para aumentar - Fonte

O modelo adoptado por uma cidade amiga do ambiente - Hammarby Sjöstad (Suécia). Nas palavras de Lavoisier - Na Natureza nada se perde, tudo se transforma. Cada vez mais, é altura de adoptar este modelo à protecção ambiental, porque corremos o risco de destruir a água potável, o ar respirável, o solo cultivável, ...

Entre os objectivos ambientais encontramos:

Land usage: sanitary redevelopment, reuse and transformation of old brownfield sites into attractive residential areas with beautiful parks and green public spaces.

Energy: renewable fuels, biogas products and reuse of waste heat coupled with efficient energy consumption in buildings.

Water & sewage: as clean and efficient as possible - both input and output – with the aid of new technology for water saving and sewage treatment.

Waste: thoroughly sorted in practical systems, with material and energy recycling maximised wherever possible.

Transportation: fast, attractive public transport, combined with car pools and beautiful cycle paths, in order to reduce private car usage.

Building materials: healthy, dry and environmentally sound.

Enigma 12

Duas amigas encontram-se na rua, já não se viam há anos.
- Então como estás Catarina?
- Tudo bem. E contigo Cristina?
- Tudo óptimo! Como está a tua família? Que idade já têm os teus filhos?
- Como gostas de problemas vou-te responder com um inventado por mim: A multiplicação das idades dos meus 3 filhos é igual a 36.
- Ok. Mas assim não vou lá.
- A soma das suas idades é igual ao número de janelas daquele prédio ali à frente.
- Certíssimo, mas mesmo assim ainda não consigo saber.
- Exacto. Falta uma pista: O meu filho mais velho tem olhos azuis!
- Ah! Agora sim já sei!

Quais são as idades dos 3 filhos da Catarina? Porquê?

Enigma 11

O André descobriu um número maior do que zero, apenas constituído por zeros e uns e que ainda é divisível por 255.

Que número é esse?

Aquecimento global


(clicar para aumentar - origem)
Dá que pensar!!!

Um pouco de humor:)


Enigma 10

Um pequeno desafio.

Rapidamente, qual é maior:


1) 27,6% de 73,4
2) 73,4% de 27,6

Enigma 9

Temos uma jarra com 8 litros de água e duas jarras vazias com capacidades de 5 e 3 litros.

Como se pode obter duas jarras, cada uma com 4 litros?




Mais alguns quebra - cabeças aqui. De notar que são propostos a alunos sub-12.


Vastidão


Clicar para aumentar - Fonte

Num post anterior, em ...E para tudo o resto - O que é isto? :

A imensidão do Universo sempre me fascinou. A título de exemplo a distância Terra Sol é em média 150 000 000 km, o diâmetro da Terra é 12 760 km (medido no equador) e a distância de Plutão ao Sol é 40 vezes superior à distância Terra Sol, pelo que podemos afirmar que somos um ponto no Sistema Solar.

Enigma 8

Utilizando-se apenas uma operação matemática, como devemos dispor 8 números 8 para que resultado seja 1000?


Nos post's anteriores referentes aos desafios não coloquei esta parte final, mas se quiserem a solução, façam favor de a pedir aqui.

Enigma 7

Se tirarmos a um tabuleiro de xadrez o quadrado do canto superior direito e o do canto inferior esquerdo, será possível cobrir os restantes 62 quadrados com 33 peças de dominó?

(Note-se que cada peça de dominó ocupa exactamente dois quadrados.)

Enigma 6

Será legal casar com a irmã da sua viúva?

Enigma 5

Um tijolo pesa um quilograma mais meio tijolo. Quanto pesa um tijolo e meio?

Enigma 4

Uma escada de corda estendida sobre o bordo de um navio tem degraus separados uns dos outros por trinta centímetros.
Há exactamente 11 degraus acima da superfície da água.
A maré sobe 2,4 metros.
Quantos degraus ficam agora à superfície da água?

Enigma 3

Coloca-se uma ampulheta sobre uma balança e vê-se qual é a sua massa.

Virando-se a ampulheta, para a areia começar a cair, será que se irá observar alguma mudança no valor indicado pela balança?

Enigma 2

Havia seis maçãs num cesto e seis raparigas.
Cada rapariga tirou uma maçã, no entanto sobrou uma maçã no cesto.
O que aconteceu?

Enigma 1

Pensem rapidamente.

De cinco maçãs tira duas. Com quantas fica?

Museu Virtual da Educação

Ilusões de óptica

Quantos círculos pretos consegue contar?

Qual dos círculos centrais tem maior diâmetro?

Qual das linhas tem maior largura?

Muitas mais:

http://www.michaelbach.de/ot/

http://www.grand-illusions.com/

http://ilusoesoptica.blogspot.com/

Água


Lição sobre a água (António Gedeão)

Este líquido é água.
Quando pura
é inodora, insípida e incolor.
Reduzida a vapor,
sob tensão e a alta temperatura,
move os êmbolos das máquinas que, por isso,
se denominam máquinas de vapor.

É um bom dissolvente.
Embora com excepções mas de um modo geral,
dissolve tudo bem, ácidos, base e sais.
Congela a zero graus centesimais
e ferve a 100, quando à pressão normal.

Foi neste líquido que numa noite cálida de Verão,
sob um luar gomoso e branco de camélia,
apareceu a boiar o cadáver de Ofélia
com um nenúfar na mão.

SMART-1


8.28.2006

Oito planetas, planetas anões e pequenos corpos

Fonte

Os planetas do Sistema Solar (Mercúrio, Vénus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Úrano e Neptuno) são objectos que orbitam à volta do Sol, com massa suficiente para ter gravidade própria e uma forma arredondada e que são dominantes na sua órbita.


8.13.2006

LOL


Universo


No Público de hoje:


O Universo pode ser maior e mais antigo do que se julgava, de acordo com medições independentes da constante de Hubble feitas por duas equipas de astrónomos. Em ambos os casos, as equipas conceberam e puseram em prática novos métodos para determinar distâncias intergalácticas, mais precisos e simples que os tradicionais.
(...)
Comparando a luminosidade real com a luminosidade medida na Terra, os astrónomos conseguiram determinar a distância destas estrelas à Terra - a maior distância alguma vez medida directamente, e próxima do limite máximo permitido pelos mais potentes telescópios. Para sua surpresa, o valor que obtiveram - 3,14 milhões de anos-luz - é 15 por cento superior ao que se esperava.
Os métodos tradicionais de medição de distâncias galácticas baseiam-se em determinações progressivas: começa-se por medir a distância de objectos próximos da Terra, e de seguida a distância destes a objectos não tão próximos e assim sucessivamente. Trata-se de um processo complexo, ao qual está associado um grande erro experimental. A principal motivação desta equipa era desenvolver um método directo de determinação destas distâncias, e conseguiram-no. Mas o seu trabalho acabou por ter outras consequências.
Segundo a Lei de Hubble, a razão entre a velocidade com que objectos como as galáxias mais distantes se afastam da Terra e a sua distância ao nosso planeta é dada por uma constante (de Hubble). Esta velocidade pode ser determinada comparando os espectros da radiação emitida e absorvida pelos objectos, e utilizando o efeito Doppler. Este processo não foi posto em causa pelo trabalho da equipa de Bonanos, pelo que dele resulta um novo valor para a constante de Hubble, 15 por cento mais baixo do que era estimado anteriormente.
A constante de Hubble é utilizada para a determinação dos limites espaço-temporais do Universo (o tamanho e a sua idade desde o Big Bang), conhecida a sua taxa de expansão. Resulta assim que o Universo é 15 por cento maior, e 15 por cento mais velho (15,8 milhares de milhões de anos de idade) do que o que se julgava.
(...)
No entanto, segundo os próprios autores, o resultado não pode ser ainda considerado definitivo, uma vez que resulta de apenas uma única medição da distância.
De facto, este valor não é confirmado pelos resultados recentes de um outro grupo de astrónomos ligados à agência espacial norte-americana (NASA) e das universidades de Chicago, do Alabama e da Califórnia.
Este grupo utilizou o chamado efeito Sunyaev-Zeldovich: os fotões da radiação cósmica de fundo interagem com electrões no gás quente que atravessa os grupos de galáxias, adquirindo energia e distorcendo o sinal da radiação cósmica de fundo na direcção das galáxias. A intensidade desta distorção depende da densidade e da temperatura dos electrões e do tamanho do grupo de galáxias. Utilizando radiotelescópios para medir a distorção na radiação cósmica de fundo e dados do telescópio espacial de raios X Chandra para medir as propriedades dos electrões, pode determinar-se o tamanho do conjunto de galáxias.
Conhecendo estas dimensões e analisando as imagens do grupo de galáxias nos telescópios, é fácil determinar a sua distância. Conhecendo-se anteriormente as velocidades das mesmas, pode calcular-se a constante de Hubble.
Através deste método o grupo, liderado por Massimiliano Bonamente, analisou 38 grupos de galáxias, cujas distâncias à Terra variavam entre 1,4 e 9,3 milhares de milhões de anos-luz. Os resultados confirmam os valores anteriormente aceites e apontam para uma idade do Universo entre 12 e 14 milhares de milhões de anos.
Os trabalhos de ambos os grupos foram aceites para publicação na revista Astrophysical Journal e parecem sugerir que algo de interessante se passa com a constante de Hubble. Mais medições se seguirão a estas e confirmarão, ou não, o resultado nos próximos anos.

8.12.2006

Ambiente

Notícias


Investigadores do Departamento de Engenharia Química da Universidade de Coimbra estão a desenvolver uma nova geração de hidrogéis, que podem ser aplicados em doentes queimados, oncológicos ou com lesões do sistema nervoso.

«Na área dos queimados, estamos a desenvolver hidrogéis com o máximo poder de cicatrização, accionando a rápida recuperação do tecido destruído pelas queimaduras», explica a coordenadora da investigação, Helena Gil, numa nota divulgada hoje.

Segundo a docente do Departamento de Engenharia Química da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), nas doenças oncológicas o recurso ao hidrogel pode permitir a libertação de fármacos que travem a evolução do cancro.

Estes novos produtos poderão também vir a ser utilizados na regeneração de tecido nervoso em algumas paralisias ou em enxertos vasculares, uma área em que, segundo João Maia, doutorado neste domínio, o mercado biomédico «é muito vasto».

Os hidrogéis incluem-se na classe dos biomateriais, sendo definidos como materiais com capacidade de absorver grandes quantidades de água, podendo ser naturais ou sintéticos.

Entre as suas várias aplicações, salienta-se o uso na regeneração ou substituição dos tecidos biológicos.

Com aplicação prática em outras áreas da medicina, como a oftalmologia e a ortopedia, esta nova geração de hidrogéis que está a ser desenvolvida na FCTUC representa «um avanço significativo para o bem-estar do doente», disse.

«Conforto e qualidade de vida para o doente são, sem dúvida, vantagens que os hidrogéis oferecem. Aliás, é a base para todo o trabalho que estamos a fazer no âmbito desta pesquisa», sublinha Helena Gil.

A biocompatibilidade é a característica elementar da nova geração de hidrogéis, isto é, não provocar efeitos nocivos ao organismo, acarretando, assim, o mínimo de alergias ou infecções.

Custos reduzidos e tratamentos mais curtos e mais eficazes são, também, vantagens dos hidrogéis em desenvolvimento no Departamento de Engenharia Química da FCTUC.

Diário Digital / Lusa


O primeiro de uma nova série de satélites meteorológicos e climatológicos europeus de órbita polar, o MetOp, será lançado a 07 de Outubro, depois de sucessivos adiamentos atribuídos a questões técnicas, anunciou hoje a Agência espacial Europeia (ESA).

O lançamento esteve inicialmente previsto para 17 de Julho, na base russa de Baikonur (Cazaquistão), mas foi depois adiado três vezes devido a problemas relacionados com o sistema de controlo terrestre do foguetão Soyuz que o lançará para o espaço.

Com seis metros de altura e 4.085 toneladas de peso, o satélite levará a bordo onze instrumentos de ponta, cinco dos quais europeus, capazes de fornecer informações de alta precisão sobre a humidade, a temperatura do ar, a fusão dos gelos e os gases com efeito de estufa.

Os dados a fornecer por esta série de satélites, num total de três até 2020, «irão revolucionar o modo como são observados o tempo, o clima e o ambiente terrestres», segundo um comunicado da Agência Espacial Europeia (ESA).

Prevê-se, em particular, que melhorem significativamente a meteorologia operacional através do fornecimento de dados adicionais para Modelos Digitais de Previsão Meteorológica, melhorando em especial as previsões de mau tempo e contribuindo para a mitigação de desastres, precisa a ESA.

Os três satélites resultam de um programa conjunto da Organização Europeia de Satélites Meteorológicos (EUMETSAT) e da ESA, sendo a EADS Astrium o principal adjudicatário. Quanto aos instrumentos a bordo, são fornecidos pela EUMETSAT, a ESA, a Agência Espacial Francesa (CNES) e a NOAA (Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA).

O programa MetOp representa um investimento total de 2,4 mil milhões de euros, dos quais 1,8 mil milhões por parte da EUMETSAT, que operará os satélites em parceria com a NOAA, e cabendo o restante à ESA.

Diário Digital / Lusa


A tripulação do vaivém espacial Atlantis chegou esta terça-feira a Cabo Canaveral, na Florida, para iniciar os preparativos da sua próxima missão à Estação Espacial Internacional (ISS) prevista para finais do mês.

Durante os 11 dias em que a nave estará atracada à ISS, os astronautas irão proceder a trabalhos de reconstrução da estação, nomeadamente à instalação de dois painéis solares e um segmento de 17,5 toneladas em que serão montados dois laboratórios, um europeu e outro japonês.

Segundo a NASA, as primeiras actividades dos seis astronautas serão testes de lançamento e verificações do equipamento e dos trajes a usar no voo, que será o terceiro de um vaivém espacial desde a catástrofe do Columbia, a 01 de Fevereiro de 2003.

A primeira oportunidade do lançamento será a 27 de Agosto à tarde, período do dia em que as trovoadas são comuns na Florida, mas poderá decorrer até 07 de Setembro.

A tripulação, comandada por Brent Tett, é constituída pelo co- piloto Chris Ferguson e quatro especialistas de missão, os astronautas Daniel Burbank, Heide Stefanyshyn-Piper, Joe Tanner e o canadiano Steven MacLean, da Agência Espacial do Canadá.

Com um total de onze dias, a missão inclui três saídas para o espaço a efectuar por duas equipas.

Depois deste voo do Atlantis, a NASA prevê um total de 16 missões de vaivéns para completar a montagem da ISS, estando a próxima prevista para 13 de Dezembro, com o Discovery.

O 17º voo poderá ser programado para uma missão de reparação e manutenção do telescópio espacial Hubble, que se encontra em órbita terrestre, esperando-se para o Outono uma decisão nesse sentido, segundo a NASA.

Traumatizada pelo desastre do Columbia, a NASA reforçou confiança com o êxito da recente missão Discovery.

Este vaivém regressou à Terra a 17 de Julho após 13 dias de voo, durante os quais foram realizadas com êxito três saídas para o espaço, duas das quais para experimentar novas técnicas de reparação das protecções térmicas da aeronave.

Diário Digital / Lusa

8.10.2006

Ozono

O valor de concentração de 180 microgramas de ozono de superfície por m etro cúbico de ar, definido como o limite a partir do qual deve existir informação ao público, foi ultrapassado nos concelhos de Albergaria-a-Velha, Estarreja, Murtosa, Ovar, Aveiro e Ílhavo.

Nos cinco primeiros concelhos, entre as 16:00 e as 17:00, a concentração de ozono registada pela estação de medição da Teixugueira foi de 183 microgram as por metro cúbico.

Já no concelho de Ílhavo, e nalgumas freguesias do concelho de Aveiro, no mesmo intervalo horário, verificou-se uma concentração de 209 microgramas por metro cúbico.

O ozono de superfície é um gás que resulta das emissões dos escapes de automóveis e da actividade industrial.

A partir de uma concentração horária de 180 microgramas por metro cúbico os níveis de ozono começam a ser nocivos, especialmente para crianças, idosos, asmáticos e pessoas com problemas respiratórios e cardíacos, que devem evitar permanecer no exterior, especialmente durante os períodos mais quentes.

A exposição a este poluente afecta, essencialmente, as mucosas oculares e respiratórias, podendo o seu efeito manifestar-se através de sintomas como tosse, dores de cabeça, dores no peito, falta de ar e irritações nos olhos.

Durante a tarde de hoje foram também registadas concentrações excessivas de ozono nos concelhos de Loures e Odivelas (Lisboa) e em três concelhos a norte do Porto (Maia, Matosinhos e Viana do Castelo).

Diário Digital / Lusa

Leituras



Gazeta de Física - À LUZ DE EINSTEIN

Descobrir o Universo - Coord. Teresa Lago

Histórias do Universo - José Fernando Monteiro

8.07.2006

Ambiente - Testes


Calcular a nossa pegada ecológica. A pegada ecológica é uma estimativa dos recursos naturais utilizados por cada um de nós (população), sendo expressa em área da superfície do planeta (oceanos e continentes) necessária para que cada um de nós (população) pudesse manter o seu nível de vida actual, tratando convenientemente os seus resíduos, dada a tecnologia existente.




LIVING ROOM
Power outlet vs. Power strip: Plugging your TV and VCR/DVD into a power strip rather than an outlet will save you about 2 percent on your annual electricity bill. Even when you turn these appliances off, they continuously leak up to 15 watts of electricity if they're plugged into an outlet. When plugged into a power strip, however, these appliances leak only about one to three watts.

Standard door vs. Standard door with storm door: Because a storm door provides more insulation than just a standard door, you can save—depending on your climate zone—up to 2 percent more on your annual energy costs. Doors are among the common places where air escapes, and drafty doorways can account for up to 2 to 3 percent of leakage in an average house. But a word of advice: Don't install exterior glass storm doors where they would receive direct sunlight. Exterior storm doors can trap heat, which can damage the entry door.

KITCHEN
Hand wash vs. Dishwasher: You'll use up to 35 percent less water by doing a full load of dishes, which haven't been pre-rinsed, in your dishwasher instead of by hand. You can also save about 15 percent on total dishwasher energy use if you select the air-dry setting or open the dishwasher's door instead of using its drying cycle.

Freezer on the side vs. Freezer on the top or bottom: A fridge with a top or bottom freezer will save 15 percent more in annual refrigerated-related energy costs than a side-by-side model, which lets more chilled air escape. To be greener still, steer clear of refrigerators with icemakers and water dispensers in the door. They can increase energy use by almost 20 percent.

Gas oven with electric ignition vs. Electric oven: A gas oven is 50 percent more efficient than an electric oven. If you're interested in cutting costs further, try baking with glass or ceramic pans instead of metal. An electric ignition also helps save gas because its pilot light is not continuously burning.

BEDROOM
Incandescent bulbs vs. Compact fluorescent bulbs: Fluorescent bulbs will save you between 50 and 75 percent in annual lighting costs over incandescent bulbs. Even though these bulbs are initially more expensive, they give off less heat and last up to ten times longer than incandescent ones. If you do have incandescent bulbs, think about installing a dimmer switch and reducing your bulbs' brightness by half. This will make them last longer.

Laptop computer vs. Desktop computer: A laptop will give you annual computer-related energy savings of as much as 50 percent over a desktop. For additional savings, enable the sleep mode on your laptop after five minutes of inactivity. If you have a desktop computer with an old-cathode ray tube (CRT) monitor, consider replacing it with a liquid crystal display (LCD) screen. A 14-inch (35-centimeter) LCD monitor uses up to 75 percent less energy than a 14-inch CRT monitor.

Single-pane window vs. Double-pane window: Depending on your climate, you can reduce your utility bill by as much as 10 percent with double-pane windows. To save even more, look for windows with the Energy Star label. They meet strict energy-efficiency guidelines set by the U.S. government and can save up to 15 percent in any climate. However, if your home already has single-pane windows and you live in a cold climate, consider storm windows. They're almost as efficient as double-pane windows and cheaper. Other affordable options include caulking and weather stripping.

UTILITY ROOM
Furnace thermostat above 68°F (20°C) vs. Below 68°F during cold weather: Each degree set below 68°F (20°C) during colder weather uses 3 to 5 percent less heating energy than each degree set above 68°F. You can also buy a programmable thermostat to make these temperature changes for you automatically. And here's another tip to keep your furnace efficient: Change your air filter once a month during heavy usage.

Top-load washer vs. Front-load washer: A front-load washer will cut your water and washer-related energy use by more than half over a top-load washer. You only need about 10 to 20 gallons (40 to 80 liters) of water to do a full load, while a top-load washer would have required about 40 gallons (150 liters). If you want to increase your savings even more, wash only with cold water the next time you empty your hamper.

Tankless water heater (heats water instantly) vs. Storage tank water heater (conventional water heater): Tankless water heaters are about 10 to 30 percent more energy efficient than storage tanks, which constantly have to keep water warm and are common in most U.S. homes. Popular in Japan and Europe, tankless models heat water only as needed in the pipe. If you're not in the market for a new water heater anytime soon, insulate your water pipes to reduce heat loss. From the tank, insulate at least the first six feet (two meters) of pipe.

Electric dryer vs. Gas dryer: A gas dryer will save you about 50 percent in annual dryer energy costs over an electric model. And if you use the moisture sensor, a feature on newer electric and gas models that automatically shuts off the dryer when clothes are dry, you'll trim another 15 percent. But keep one thing in mind: Hanging your clothes out to dry expends only your own energy.

BATHROOM
Faucet vs. Faucet aerator: A faucet aerator, which restricts water flow, will cut your annual water consumption by 50 percent. You can cut your water use even more by turning off the water when you brush your teeth. This can save up to 4.5 gallons (17 liters) every time you brush. If you shave, fill the basin and you’ll only use a gallon of water instead of the 15 gallons (57 liters) that would have gone down the drain if you’d kept the faucet running.

Bath vs. Shower with low-flow head: If you keep your shower to seven minutes under a low-flow showerhead, you'll use about 14 gallons (53 liters) of water or less. Baths usually require about 20 gallons (80 liters), the same as a ten-minute shower.

Low-flow toilet vs. Pre-1994 toilet: A low-flow toilet only uses 1.6 gallons (6.1 liters) per flush, while a pre-1994 model requires about 3.5 gallons (13 liters) per flush. If you have a pre-1994 model, adjust your float valve so it will admit less water into the toilet's tank.

EXTERIOR
Dark shingles vs. Light-colored shingles: Light-colored shingles can save up to 10 percent more on your annual cooling costs than a roof with dark shingles, and up to 20 percent in hot climates like Arizona and Florida.

Gasoline car vs. Hybrid car: Hybrid cars are twice as fuel efficient as gasoline-powered cars, averaging around 50 miles (80 kilometers) to the gallon. Other tips to cut annual fuel consumption include properly inflating your tires, which can improve your gas mileage by around 3.3 percent. Avoiding aggressive driving such as speeding, rapid acceleration, and hard braking is also a good idea. This can reduce gas mileage on the highway by 33 percent and around town by 5 percent. But some of the best ways to save gas are walking, carpooling, or taking public transportation.

Traditional landscape (large lawns) vs. Xeriscaping (native plants): You can use 50 percent less water with a landscape consisting of drought-resistant plants and grasses. Xeriscaping, which is centered on this practice, also advocates small lawns, native plants, efficient irrigation, and mulches, which slow erosion and evaporation. And don’t forget to group together plants with similar watering needs into specific zones.